quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

ESTUDANTES DA UTFPR USAM DADOS DE ESTAÇÃO SOLARIMÉTRICA DO TECPAR EM TCC

Os dados da estação solarimétrica do Projeto Smart Energy Paraná, instalada no Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar), serviram de base para a produção de um Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) de três estudantes de Engenharia Elétrica da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR).

Os alunos Francisco Fadel Peniche, Gabriel Tem Pass e Lucas Bozza de Oliveira Mello viram a oportunidade de estudar o potencial de energia solar no Paraná após a integração da estação solarimétrica instalada no Tecpar à rede nacional do Sistema de Organização Nacional de Dados Ambientais (Sonda), do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

Até 2014, o Paraná não contava com dados próprios de radiação solar no projeto Sonda e os estudos eram feitos através dos dados publicados anualmente no Atlas Brasileiro de Energia Solar, do Inpe, que são obtidos por imagens de satélite e modelos computacionais.
Com a estação solarimétrica do Tecpar, porém, o estado passou a ter a primeira estação de coleta de dados de radiação solar dedicado ao estudo de geração de energia. “A nossa ideia foi comparar os dados de radiação que eram obtidos pelo modelo do Inpe com informações reais em solo coletadas pelo Tecpar”, explica Tem Pass.

O TCC apontou que houve diferença entre as informações e que a cidade de Curitiba tem, segundo os dados do Tecpar, uma radiação menor do que a indicada pelo Atlas. “Isso indica que o método de obtenção de dados do Atlas, que é um modelo computacional, possivelmente superestima a radiação em locais com alta nebulosidade”, pontua Mello.
Além disso, a pesquisa mostra que a radiação na cidade de Curitiba é, em média, 29% maior do que na Alemanha e 41% maior do que no Reino Unido, países onde a geração solar de energia é relevante.

O professor orientador dos estudantes, Celso Fabrício de Melo Júnior, ressalta que a união de esforços entre institutos de pesquisa e universidades aceleram projetos inovadores. “Há complementaridade entre os institutos e universidades, uma soma entre infraestrutura e recursos humanos que gera a inovação”, destaca.

Pesquisa

Wellington Vechiatto, pesquisador do Tecpar, ressalta que a geração desses dados contribui para o desenvolvimento de pesquisas na geração de energia solar e também na implantação de projetos de mini e microgeração de energia solar. "Nosso sistema monitora a incidência solar e o aproveitamento desta energia por diferentes tipos de painéis fotovoltaicos, o que nos possibilita avaliar a melhor tecnologia para cada condição climática", observa.

A Estação Anemométrica/Solarimétrica, integrada à rede Sonda, é a primeira instalada no Paraná e mede diversos componentes da radiação solar e também velocidade e direção do vento, temperatura do ar e pressão atmosférica. A plataforma faz parte do Projeto Smart Energy Paraná, que pretende colocar o estado em posição competitiva mundial com relação à geração distribuída por fontes de energias renováveis interconectadas a redes inteligentes.

GAZETA SANTA CÂNDIDA, JORNAL QUE TEM O QUE FALAR

Nenhum comentário: