sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

HOMEM É PRESO APÓS AMEAÇAR 'FAZER O MESMO QUE O CARA DE CAMPINAS'

Homem ameaça pelo Facebook fazer “o mesmo que o cara de Campinas” e é preso. Além da ex-esposa, ele ameaçou de morte juízas e promotoras

Montagem: Pragmatismo Político)


Um morador de Jaboticabal (SP) foi preso nesta quarta-feira (4) por suspeita de ter feito uma série de ameaças de morte contra duas juízas e uma promotora. O homem de 43 anos está em disputa judicial contra a ex-mulher pela guarda do filho e escreveu em seu perfil em uma rede social que repetiria a chacina ocorrida em Campinas durante o réveillon.

Rodrigo Nomura Guerreiro, de 43 anos, fez as ameaças por meio do Facebook. Nas postagens, ele cita nomes de quem pretendia assassinar e disse que iria invadir o Fórum da cidade para matar o maior número possível de pessoas, antes de cometer suicídio.

De acordo com as postagens no Facebook, a ideia do suspeito era de repetir o que ocorreu em Campinas durante o réveillon, quando Sidnei Ramis de Araujo, de 46 anos, pulou o muro da residência da família da ex-mulher e efetuou vários disparos.

Ao todo, 12 pessoas foram mortas durante a ocorrência. Em uma carta deixada antes do crime, o atirador afirma que estava se vingando da ex-esposa porque ela dificultava seu relacionamento com o filho.

A polícia de Jaboticabal foi acionada e encontrou Rodrigo em casa, no bairro Jardim São Marcos, no momento em que fazia a última ameaça no Facebook. Além das profissionais que atuam no Fórum, ele também ameaçou a ex-mulher porque ela teria saído do País levando o filho do casal, de 10 anos.

O suspeito foi preso em flagrante. Ele responderá pelos crimes de injúria, ameaça e coação no curso do processo, quando se intervém em processo judicial utilizando violência ou ameaça. O delegado seccional, Cláudio José Otoboni, afirma que Rodrigo já estava sendo monitorado pela Polícia Civil há algum tempo.

“Ele foi preso no início da madrugada em flagrante quando foi surpreendido logo após acabar de fazer uma última postagem nas redes sociais com relação a crimes de ameaça e difamação. Ele já vinha fazendo as ameaças há alguns dias, foi identificado pela Polícia Civil e encaminhado para o CDP de Itaiuva”, conclui.

G1

Nenhum comentário: