sábado, 18 de fevereiro de 2017

POLÍCIA MILITAR E SANEPAR SE UNEM PARA REDUZIR O DESCARTE DE ÓLEO DE COZINHA

Uma equipe da diretoria de meio ambiente da Sanepar visitou o Comando-Geral da Polícia Militar para apresentar a campanha de conscientização para redução do uso de óleo e destinação correta do resíduo, no preparo de alimentos. A campanha está percorrendo as instituições do Estado para falar sobre a necessidade de reduzir os resíduos oleosos, que poluem os rios. 
Os gerentes da área de Meio Ambiente da Sanepar, Jair Cezar de Oliveira e Stiverson Charles, foram recebidos pelo Chefe da Ajudância-Geral da PM, tenente-coronel Reginaldo Silva de Oliveira, e pelo Assistente do Comandante-Geral da PM, major Luciano Henrique Perreto, para falar sobre a destinação de óleo de cozinha usado, a redução do uso de óleo no preparo de alimentos e a destinação correta do resíduo, evitando a poluição das águas pluviais. Curitiba, 16/02/2017.Foto: Soldado Levi Junior

Os gerentes da área de Meio Ambiente da Sanepar, Jair Cezar de Oliveira e Stiverson Charles, foram recebidos pelo Chefe da Ajudância-Geral da PM, tenente-coronel Reginaldo Silva de Oliveira, e pelo Assistente do Comandante-Geral da PM, major Luciano Henrique Perreto, para falar sobre a destinação de óleo de cozinha usado, a redução do uso de óleo no preparo de alimentos e a destinação correta do resíduo, evitando a poluição das águas pluviais. Curitiba, 16/02/2017.Foto: Soldado Levi Junior
Foto: Soldado Levi Junior

O excesso de óleo, combinado a outros detritos encontrados no encanamento do esgoto, forma uma cola que pode romper o cano e causar refluxo, trazendo transtornos para a população e prejuízos para a Companhia. Os técnicos da Sanepar visitaram o refeitório da PM e viram que já há um trabalho para dar a destinação correta ao óleo utilizado no local. Com a campanha promovida pela Sanepar, o comando da PM vai incentivar a propagação da campanha pelos outros quartéis e nas residências dos militares estaduais.

Segundo Jair Cezar de Oliveira, técnico da Sanepar que participou da visita, as práticas já adotadas pela PM surpreenderam. “Ficamos surpresos porque, geralmente, levamos ideias e sugestões. Mas ao chegarmos aqui não tivemos que ensinar nada e sim aprender e divulgar o que se faz aqui no rancho (refeitório). Os policiais minimizaram o uso de óleo na preparação dos alimentos e o resíduo, que ainda é gerado, é destinado a uma empresa especializada, que reaproveita o óleo na fabricação de sabão e detergente”, afirmou. 

O chefe da ajudância-geral da PM, tenente-coronel Reginaldo Silva de Oliveira, assumiu o compromisso de expandir a campanha aos outros quartéis, além de incentivar os militares a adotarem as boas práticas também em casa. “O Governo do Estado, por meio da Sanepar, está preocupado com a destinação que é dada ao óleo de cozinha, que acaba indo aos rios e trazendo um impacto ambiental. A PM já tem feito um trabalho neste sentido e acredito que ele pode ser ampliado para outros quartéis, inclusive no Interior”, disse.

Nenhum comentário: