terça-feira, 24 de abril de 2018

4 ARQUÉTIPOS PARA A JORNADA INTERIOR! QUE CAMINHO É ESTE?



Escrito por Anna Maria Oliveira

A busca pela expansão da consciência e pelo propósito de vida: abordaremos esse assunto numa série de artigos.Vamos compartilhar uma série de artigos sobre a metodologia, criada pela Academia Confluência, para inspirar o desenvolvimento humano. Tendo como alicerces os estudos e pesquisas de Angeles Arrien, antropóloga transcultural, espanhola, naturalizada americana.



Angeles faleceu em abril de 2014, deixando um legado, maravilhoso, sobre os caminhos para nos reconectarmos à Natureza e aos seus elementos. Uma bússola a nos conduzir de volta para nossa ancestralidade e natureza interna.

Vamos explorar as qualidades, virtudes, forças, energias e recursos de quatro arquétipos: o Guerreiro, o Curador, o Visionário e o Mestre. Associando aos princípios do Yoga, Ayurveda, Astrologia, Educação e Física Quântica.

Quando aprendemos a viver esses arquétipos, essas energias e esses modelos de sentir e pensar humanos, começamos a recuperar a nós mesmos e ao nosso fragmentado universo.

Então, o caminho quádruplo nos convida a:
Estar presente: nos permite ter acesso aos recursos humanos do poder, presença e comunicação. Este é o caminho do Guerreiro.
Prestar atenção: abre-nos para os recursos humanos do amor, gratidão, respeito e valorização. Este é o caminho do Curador.
A verdade que não julga: mantém nossa autenticidade e desenvolve nossa visão e intuição interiores. Este é o caminho do Visionário.
A abertura e o desapego: nos ajudam a recobrar os recursos humanos da sabedoria e da objetividade. Este é o caminho do Mestre.

Quando compreendemos essas experiências universais, somos capazes de respeitar as diversas formas pelas quais tais energias são expressadas por todos. É importante compreender que esses arquétipos são universais e acessíveis à toda a humanidade, independentemente de contexto, cultura, estrutura e práticas.

Para começar, deixamos aqui uma sugestão de prática: você pode criar um diário de bordo para escrever seus sentimentos e pensamentos. A escrita é uma forma terapêutica de cura e autoconhecimento. No final do dia, lembre-se de perguntar: o que eu respeitei em mim hoje? Onde foi que eu pratiquei a flexibilidade e deixei ir, como uma folha, as expectativas não cumpridas?

Acompanhe nossos próximos artigos.

Venha para a trilha deste conhecimento ancestral!

Anna Maria de Oliveira

(11) 9.7641-6709 (WhatsApp)

annaeduc@outlook.com

Nenhum comentário: