sábado, 29 de abril de 2017

REDE GLOBO IGNORA GREVE GERAL E É COBRADA NAS REDES SOCIAIS

Concorde-se ou não com a greve geral (a primeira no Brasil desde 1996), trata-se de notícia de interesse público. Os principais telejornais da Globo, no entanto, ignoraram completamente o tema. Um jornalista da emissora chegou a bater boca nas redes sociais ao ser cobrado

Um dia antes da greve geral desta sexta-feira (28), nenhum dos principais telejornais da TV Globo falou sobre o tema


A greve geral que ocorre no Brasil nesta sexta-feira (28) é a primeira desde 1996 e praticamente paralisou todas as categorias de trabalhadores do país.

Imagens divulgadas nas redes sociais revelam que as principais capitais estão vazias. Estão paralisados ônibus, metrô, aeroportos, indústrias, bancos e escolas.

Embora tudo tenha sido anunciado com antecedência, nada disso existiu na Globo, pelo menos na véspera da paralisação. A emissora da família Marinho decidiu simplesmente ignorar o tema, em seus noticiários.

“Sob qualquer ângulo que se olhe o assunto, concorde-se ou não com o movimento, trata-se de notícia de interesse público”, afirma o colunista do UOL, Maurício Stycer, ao observar que nenhum dos principais telejornais da TV Globo abordou a greve geral no dia que a antecedeu.

“Os telejornais da Globo ignoraram completamente o tema nesta quinta-feira (27). Nenhuma notícia sobre a convocação da greve, nem sobre os eventuais efeitos que pode causar em áreas de interesse do espectador, como transporte, saúde e educação, foi ao ar”, completou Stycer, que é especialista em televisão.

O jornalista, no entanto, considera que o silêncio da Globo sobre a greve pode provocar mais alarde do que sua cobertura, pois revela um significado e uma tomada de partido.

“Nada no SPTV nem no JN desta quinta. Parece claro, nos dias de hoje, com tantas fontes de informação disponíveis, que o silêncio da maior emissora do país faz mais barulho do que qualquer notícia que ela tivesse dado sobre o assunto”, conclui.

Nas redes sociais, houve quem cobrasse explicações pelo silêncio do jornalismo da Globo. Questionado no Twitter sobre a razão de a emissora não ter noticiado a decretação da greve em seus noticiários, o apresentador do “Bom Dia RJ”, Flavio Fachel, respondeu: “O que é notícia? O que acontece. E a greve? Se acontecer, a notícia é amanhã. #Jornalismo”.

A declaração do apresentador para justificar a omissão da Globo sugere, de maneira inverídica, que ainda pairavam incertezas sobre a realização da greve geral desta sexta-feira, quando, na verdade, desde o meio da semana dezenas de categorias confirmaram a paralisação em todo o Brasil.

Outros perfis ligado à Globo nas redes sociais foram igualmente cobrados pelo silêncio diante da greve, mas não se pronunciaram até o fechamento deste texto.

Muitos internautas questionaram por que a emissora interrompe sua programação normal e faz cobertura ao vivo, o dia todo, quando se trata de ‘protestos daqueles que vestem camisetas amarelas da CBF’, mas se cala diante da luta pela manutenção dos direitos dos trabalhadores.

Greve Geral

A greve geral ocorre em contraposição às perdas de direitos trabalhistas impostas por medidas do governo Michel Temer.

As conquistas históricas da população brasileira, como aposentadoria, a CLT e o 13º salário, conseguidas a duras penas, estão sendo extintas com a Reforma Trabalhista, a Reforma da Previdência e a Lei da Terceirização.

Nenhum comentário: