quarta-feira, 15 de março de 2017

SIMPÓSIO DISCUTE ENSINO MÉDIO NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS

MUNDO DO TRABALHO

A oferta do ensino médio na Educação de Jovens e Adulnrtos (EJA) é tema do Simpósio Ensino Médio e a Formação para o Trabalho, que acontece nesta semana em Foz do Iguaçu. Realizado pela Secretaria de Estado da Educação, o evento reúne cerca de 300 técnicos e professores dos 32 Núcleos Regionais de Educação e tem como objetivo discutir temas para melhoria dessa modalidade de ensino no Paraná.

                                                                                                                                                                          Foto: Divulgação Educação

Esta é a última etapa de uma série de eventos de formação promovida pela Secretaria da Educação com foco na relação entre aluno, ensino médio e o mundo do trabalho. Em outros encontros o tema abordou essa relação com o uso das inovações tecnológicas, na diversidade, na educação especial e no currículo do ensino médio.

“Vamos apresentar essa nova legislação aos professores e, a partir disso, discutir uma nova proposta curricular para o ensino médio no Paraná”, disse o chefe do Departamento de Educação Básica, Cassiano Ogliari. “E também precisamos saber quem são os sujeitos do ensino médio, e do público da EJA, para contribuir nessa definição”, ressaltou. 

CONFERÊNCIAS 

 Iniciado segunda-feira (13) o simpósio acontece até sexta-feira (17), com conferências, palestra e oficinas que abordam uma série de conteúdos voltados à realidade da EJA. “A troca de experiências, ideias e relatos também é um ponto forte deste encontro, que traz pessoas com diferentes realidades”, comentou o diretor Antônio Marcos Luz, do Centro Estadual de Educação Básica para Jovens e Adultos (Ceebja) Genésio Franco da Rocha, em Florestópolis.

EJA 

 A Educação de Jovens e Adultos é uma modalidade de ensino ofertada às pessoas que não tiveram a oportunidade de conclusão dos estudos. No Paraná são quase 140 mil matrículas nessa modalidade de ensino, presente em todos os municípios. O evento de formação busca garantir a melhoria da qualidade de ensino e reduzir as taxas de abandono. “O professor precisa ter um olhar para as peculiaridades do aluno da EJA, devido à diversidade de perfis, que exige uma metodologia adequada para atender diferentes tempos de aprendizagem”, explicou a coordenadora da Educação de Jovens e Adultos da SEED, Márcia Dudeque.

MUNDO DO TRABALHO 

 Os participantes do simpósio ainda debatem uma proposta da Secretaria que pretende ofertar qualificação profissional aos alunos dos anos finais do ensino fundamental. A ideia é oferecer conteúdos para que os alunos tenham melhores condições de iniciar ou se manter no mundo do trabalho.

“Os cursos de qualificação profissional podem se tornar um diferencial para o aluno na hora de concorrer a uma vaga de emprego. Eles ainda servem como motivação para que esse aluno continue seus estudos, seja em um curso profissionalizante ou em um curso superior”, destacou a chefe do Departamento de Educação e Trabalho, Margaret Sbaraini.

Nenhum comentário: