segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

PARANÁ INVESTE 16,6% MAIS EM SAÚDE E 15,7 MAIS EM EDUCAÇÃO


De janeiro a outubro de 2016, o Governo do Paraná investiu 16,6% mais em saúde e 15,7% mais em educação, na comparação com igual período do ano passado. Os números referem-se ao fechamento do 5.º bimestre de 2016, publicado nesta semana no Diário Oficial. 

"A economia continua retraída, afetando a arrecadação, mas as finanças do Paraná estão blindadas o suficiente para que o Estado amplie os investimentos em educação, saúde e demais políticas sociais", declarou o governador Beto Richa. "Vamos fechar o ano conciliando perfeitamente equilíbrio fiscal e elevação dos investimentos. Se a economia ajudar um pouquinho, teremos um 2017 ainda melhor", acrescentou. 

As despesas empenhadas com ações e serviços públicos de saúde somaram R$ 3,78 bilhões nos primeiros dez meses do ano, ante R$ 3,24 bilhões de janeiro a outubro de 2015. A diferença é de R$ 540 milhões a mais. 

Se for considerada apenas a receita líquida de impostos, o Estado aplicou 12,18% da RLI em saúde, ou R$ 2,74 bilhões. Em igual período do ano anterior, foram investidos R$ 2,24 bilhões na área. 

“Mesmo em um cenário de crise, a saúde recebe toda a atenção do governo, que tem investido acima dos valores mínimos estabelecidos por lei”, diz o secretário de Estado da Fazenda, Mauro Ricardo Costa. “E a demanda pelo atendimento público tem crescido, porque muitas famílias cancelam seus planos de saúde particulares quando eles não cabem mais no orçamento”. 

No caso da educação, os investimentos somaram R$ 8,22 bilhões até outubro e, em igual período de 2015, foram R$ 7,1 bilhões. O salto de um ano para o outro foi de R$ 1,12 bilhão. 

O governo aplicou 35,45% da receita líquida de impostos na área, ou R$ 7,98 bilhões. De janeiro a outubro de 2015, foram investidos na educação R$ 6,99 bilhões da RLI. 

ACIMA DAS METAS 

Aplicando 12,18% da receita líquida de impostos em saúde e 35,45% em educação, o Paraná ficou acima das porcentagens mínimas estabelecidas para as duas áreas – 12% e 30%, respectivamente. 

Mauro Costa acrescenta que, além de saúde e educação, o Estado está aplicando recursos em outras áreas importantes para os paranaenses, como infraestrutura, por exemplo. Até agora, segundo ele, os investimentos no ano já somam cerca de R$ 5 bilhões, incluindo as estatais.

Nenhum comentário: