sexta-feira, 25 de novembro de 2016

CASO DO HELICÓPTERO DA COCAÍNA COMPLETA 3 ANOS E NINGUÉM ESTÁ PRESO

Apreensão do helicóptero dos Perrella com 450 kg de pasta base de cocaína faz aniversário de 3 anos e ninguém foi punido. Horas antes da apreensão pela PF, a aeronave parou para abastecer na fazenda da família de Aécio Neves. Dono do helicóptero é hoje Secretário Nacional do Futebol no governo Temer

Aécio Neves, Zezé e Gustavo Perrella e o helicóptero com 450kg de cocaína (Imagem: Pragmatismo Político)


Revista Fórum

Era um domingo, 24 de novembro, quando a Polícia Federal fez a apreensão de 450 kg dentro de um helicóptero perto da cidade de Afonso Cláudio, no interior do Espírito Santo. A aeronave pertencia à Limeira Agropecuária, empresa do deputado estadual por Minas Gerais Gustavo Perrella (SDD), filho do senador e ex-presidente do Cruzeiro Zezé Perrella (PTB-MG).

A aeronave da família Perrella era um Robinson 66 (R-66) – à venda por 2 milhões de reais. Estavam na aeronave o piloto Rogério Almeida Antunes, o copiloto Alexandre José de Oliveira Júnior, Everaldo Lopez Souza e Robson Ferreira Dias.

O piloto Rogério, o copiloto e os dois interceptadores da droga chegaram a ficar presos, foram liberados em abril de 2014 e aguardam julgamento em liberdade.

Aeroporto de Cláudio

Três horas e meia antes da apreensão pela polícia, o helicóptero teria parado para abastecer a 14 quilômetros da pista de Cláudio, que pertence à família de Aécio Neves. O aeroporto foi construído pelo governo de Minas Gerais na gestão de Aécio Neves, que gastou 14 milhões de reais, num município de 25 mil habitantes.

3 anos depois

Sem muito destaque na mídia tradicional, o caso do “helicoca” como ficou conhecido na internet, ficou esquecido, sem que houvesse respostas para a origem e destino da cocaína. O portal Diário do Centro do Mundo recebeu ordem judicial para retirar do ar suas reportagens investigativas sobre a apreensão. Um estudante chegou a ser expulso de um debate onde o ex-candidato à Presidência da República Aécio Neves participava, ao perguntar sobre o caso.

Zezé Perrela foi indicado para compor a comissão que avaliou o processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff no Senado. Ele ainda fez campanha em apoio à Polícia Federal.

O ex-deputado estadual Gustavo Perrella é o novo secretário nacional de Futebol e Defesa dos Direitos do Torcedor. A nomeação foi publicada na edição de 17 de junho do Diário Oficial da União. Vale lembrar que seu pai é um dos representantes da bancada da bola no Congresso Nacional.

Nenhum comentário: