sexta-feira, 25 de novembro de 2016

229 UNIVERSIDADES ESTÃO OCUPADAS NO BRASIL CONTRA A PEC DO GOVERNO TEMER

Brasil já tem 229 universidades ocupadas em luta contra a PEC 55 (antiga 241), contra a MP da 'reforma' do Ensino Médio e contra o projeto 'Escola Sem Partido'. É o maior movimento de ocupações da história do Brasil



UNE

A indignação de milhares de estudantes brasileiros em relação a PEC 55, a MP 746/16 que “deforma” o ensino médio, e ao pacote de maldades do governo Temer segue multiplicando ocupações em escolas e universidades em todo o Brasil.

Já são 229 universidades públicas e particulares contra o congelamento de recursos para a educação que vai sucatear o setor e tem tudo para ser a porta de entrada para a privatização.Esta semana mais um universidade particular foi ocupada, dessa vez a PUC-RJ. Os estudantes das universidades privadas sabem que o Programa Universidade Para Todos (Prouni), o Programa de Financiamento Estudantil (Fies) e bolsas permanência estão seriamente ameaçados com a estagnação dos investimentos na área educacional. Nas faculdades e universidades particulares brasileiras, um a cada três estudantes, dessas instituições, conta com algum subsídio do governo federal para estudar.

Os cortes no Fies fizeram o número de estudantes inadimplentes em instituições particulares atingir o pior resultado desde 2010, alcançando o índice de 8,8% em 2015.

Foram ocupadas ainda o Campus Cametá da Universidade Estadual do Pará (UEPA), o Campus Mocajuba da Universidade Federal do Pará (UFPA) , e o Campus Pirajá e Campus Juazeiro do Norte URCA no Ceará e no Paraná, o campus de Curitiba da UTFPR.
BRASÍLIA, CAPITAL DAS OCUPAÇÕES CONTRA A PEC 55 E MP 746/16

Esta semana estão acontecendo também assembleias em diversas universidades para decidir a ida das ocupações até Brasília na caravana OCUPA BRASÍLIA no dia 29 de novembro, dia da votação da PEC 55 em primeira instância no Senado – conforme indicativo da reunião unificada das entidades estudantis e ocupações no último dia 14 e 15 de novembro na UnB.

Não nos curvamos, contamos para o mundo o perigo da ‘PEC da maldade’ e da reforma do ensino médio. Nada que se refira aos nossos direitos pode ser decidido sem a nossa opinião ser ouvida”, afirma trecho do documento aprovado no encontro.

>>> Leia aqui na íntegra<<<

Os estudantes estão recebendo doações para viabilizar ônibus para os estudantes chegaram ao Distrito Federal. A entidade também está cadastrando os interessados em participarem.

No dia 25/11 será ainda uma nova data de paralisações em todo o país com mobilizações nas capitais em conjunto com os trabalhadores e movimentos sociais.

Nenhum comentário: