domingo, 9 de outubro de 2016

PROFESSOR QUE PROTESTAVA CONTRA A PEC 241 NA CÂMARA DESMAIA APÓS SER IMOBILIZADO


Professor é retirado de plenário e desmaia após ser imobilizado por seguranças. Carlos Guimarães protestou contra a PEC 241 e recebeu uma gravata dos policiais legislativos na Câmara dos Deputados


Um professor da rede pública municipal de São Paulo passou mal depois de ser retirado do plenário da Câmara onde estava em discussão o parecer daPEC 241, que limita os gastos públicos da União. Policiais legislativos deram uma gravata (golpe de estrangulamento) em Carlos Guimarães e o arrastaram para fora da sala. Em função da truculência e do calor provocado pela confusão (com o corredor apinhado de manifestantes e profissionais de imprensa), o professor desmaiou e precisou ser atendido pela equipe médica da Casa.

A confusão começou quando, em um momento da discussão, deputados diziam que a PEC 241, que estabelece um teto para o gasto público e congela investimentos por 20 anos, não irá afetar os repasses para educação. O professor gritou: “Nem papel para limpar a bunda na escola vai ter!”. A resposta irritou Carlos Marun (PMDB-MS), que exigiu a retirada do manifestante pelos seguranças.

A deputada Angela Albino (PCdoB-SC) testemunhou a ação dos profissionais de segurança da Casa e classificou o episódio como “desproporcional”. “Vi o tumulto, fui a primeira a chegar e tinham cinco seguranças da casa, como se ele fosse um criminoso, garroteando ele no pescoço, cada um num braço e numa perna e o rapaz chegou aqui e não aguentou, desmaiou”, relatou a deputada.

Angela afirmou que o rapaz estava com o pescoço avermelhado e que ele desmaiou enquanto falava sobre o ocorrido. A deputada disse ainda que irá discutir com a bancada se alguma providência sobre o caso será tomada. A reportagem procurou a Polícia Legislativa da Câmara para se manifestar, mas até o momento não obteve retorno.

Assista o Vídeo:

Luma Poletti, Congresso em Foco

Nenhum comentário: