quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Comentarista da Globo recusa convite de Michel Temer para ocupar cargo

O jornalista da TV Globo Heraldo Pereira recusou convite para ocupar o cargo de porta-voz de Michel Temer. Ele concentraria a divulgação das informações do governo, caso tivesse aceitado o trabalho

Heraldo Pereira


O jornalista Heraldo Pereira, comentarista político do Jornal da Globo, foi cortejado por Michel Temer e sua equipe para ocupar a função de porta-voz da Presidência da República, mas disse não.

O nome de Heraldo, que também é apresentador substituto do Jornal Nacional, era uma unanimidade no Palácio do Planalto para o cargo. Temer busca um porta-voz que tenha a função de concentrar as informações do governo, evitando controvérsias.

O nome analisado agora, após a recusa do global, é o do jornalista Eduardo Oinegue, que já passou pelas revistas Veja e Exame.
Recuos

Em pouco tempo de governo, o Planalto recuou em diversas ações que chegaram a ser anunciadas por ministros ou que simplesmente circularam como informações de bastidores pela imprensa.

Na maioria das vezes, referente ao corte de benefícios sociais e trabalhistas.

A última declaração que causou polêmica foi feita pelo ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, que disse que a reforma trabalhista de Temer tinha a proposta de elevar para 12 horas diárias a jornada de trabalho.

A informação foi negada no dia seguinte por pressão do Planalto, após uma péssima repercussão.

Na última semana, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), criticou a estratégia de comunicação do governo de Michel Temer e disse que é preciso um novo “elo com as ruas’.

“Ele (governo) está se comunicando muito mal, de forma antiquada, mofada, ineficaz”, afirmou Maia, eleito presidente da Câmara em julho com o apoio do Palácio do Planalto.

Nenhum comentário: