quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Assessoria de João Doria Jr. pede que ele não seja fotografado enquanto come

Depois de virar piada nas redes sociais, assessoria de João Doria pede para que não sejam registradas fotos ou feitas filmagens "quando ele estiver se alimentando". O empresário e candidato do PSDB à prefeitura de São Paulo tem se mostrado desconfortável ao comer na rua durante a campanha

Fotos de João Doria se alimentando na rua viraram piada nas redes sociais. Candidato se mostrou desconfortável enquanto comia em locais populares. Assessoria pediu que novas imagens não sejam registradas


O candidato do PSDB à prefeitura de São Paulo, João Doria, não quer mais ser fotografado enquanto come.

De acordo com a Folha de S. Paulo, um dos assessores do tucano solicitou a jornalistas neste sábado (20) que não sejam registradas fotos ou feitas filmagens “quando ele estiver se alimentando”.

A solicitação foi feita via WhatsApp a um grupo de jornalistas que cobre a campanha do empresário.

Nos últimos dias, fotos que mostram de Doria extremamente desconfortável ao comer um pastel na rua e ao beber um pingado (café com leite) de padaria viraram piada nas redes sociais.
Acarajé

Depois da repercussão das imagens, Doria voltou a fazer campanhas em feiras de São Paulo, onde percorreu dezenas de barracas de alimentos, mas evitou comer até mesmo um acarajé feito na hora.

“Eu adoro pingado, adoro pão com manteiga, adoro pastel e adoro coxinha também. Adoro tudo, não tenho nenhum problema com acarajé e nem com pimenta, mas não tem como sair uma foto razoável você comendo”, justificou o candidato.
Champanhe e caviar

O senador Humberto Costa ironizou o pedido da assessoria de João Doria para que o candidato não seja fotografado comendo na rua. “Não ficou claro se a proibição de imagem é só para quando ele come pastel e toma cafezinho ou se vale também para quando toma champanhe e come caviar”, disse.

“Quem está acostumado a comer caviar e tomar champanhe em Nova York, Roma ou Paris, para o pastel e caldo de cana só pode torcer o nariz”, emendou ainda o deputado Carlos Zarattini (SP).
Outras críticas

O vereador e candidato a vice-prefeito na chapa da peemedebista Marta Suplicy, Andrea Matarazzo (PSD) criticou o empresário João Doria em razão da assessoria do tucano ter solicitado a jornalistas para não fotografar o candidato enquanto ele come em lugares públicos durante a campanha.

“Então a gente tem que dizer como cada um tem que ser fotografado, é isso? Ou seja, a campanha perde a sua originalidade de rua”, afirmou Matarazzo, durante caminhada na Rua dos Pinheiros.

Nenhum comentário: