quinta-feira, 30 de junho de 2016

Faxineira é demitida via WhatsApp por ser “mãe solteira”

Faxineira é demitida do emprego por ser “mãe solteira” e denuncia preconceito. Patroa afirmou que não poderia “aceitar esse tipo de gente”. Mulher ainda suplica pelo emprego: “Não faz isso, tenho meus filhos para sustentar, sou honesta”. Conversa foi registrada no WhatsApp



Na última semana, o drama de uma faxineira que foi demitida por ser mãe solteira veio à baila através de uma denúncia via Facebook.

A publicação da página diário de uma mãe solteira teve milhares de curtidas e comentários e gerou revolta na rede social por evidenciar um caso de preconceito.

No diálogo, para justificar a demissão da mulher, a patroa alega que “não pode aceitar esse tipo de gente [mãe que não seja casada]”.

A justificativa se estende para os filhos, que poderiam “aprender algo errado”, e o marido, porque não queria “esse tipo de gente” perto dele.

“Não faz isso, tenho meus filhos para sustentar, sou honesta”, suplica, em vão, a faxineira.

Apesar do apelo, a decisão de demiti-la não se altera e a empregadora afirma que o dinheiro devido poderá ser retirado com o porteiro do prédio.

De acordo com a página que publicou a denúncia, todo a conversa foi enviada pela filha da faxineira. Ainda segundo a página, advogados se prontificaram a ajudar a vítima. O caso repercutiu em portais como Hypeness, Estadão, Fórum, O Tempo, IstoÉ, VEJA, Correio Braziliense, O Dia.

No site da revista Veja, chama a atenção alguns comentários que concordam com a prática da patroa.

“Não é por preconceito, mas eu também não aceitaria uma mulher solteira. Hoje o mundo tá perdido. Confiar em homem já é complicado. Com uma estranha do lado, piorou. Mas tem mulher que concorda… então boa sorte”, diz uma internauta.

Nenhum comentário: