sexta-feira, 3 de junho de 2016

À MARGEM DA CRISE, VEREADORES DE ITATIM APROVAM AUMENTO SALARIAL DE 87,5% NOS PRÓPRIOS SALÁRIOS

Prefeito também foi beneficiado pela medida; salário dos vereadores passou de R$ 4 mil para R$ 7,5 mil


Vereador Mário José (PMDB) é o líder da oposição na Câmara e foi o único a apoiar o veto do prefeito ao projeto de lei.  Foto: Divulgação

A crise financeira que abala o País passa longe da cidade de Itapetim, no Sertão de Pernambuco. Nessa segunda-feira (30), a Câmara Municipal da cidade aprovou um projeto de lei que concede um reajuste de 87,5% no salário dos vereadores e do prefeito da cidade, Arquimedes Machado (PSB). Os vereadores, que recebiam R$ 4 mil, agora irão para R$ 7,5 mil, enquanto o prefeito saltou de R$ 8 mil para R$ 15 mil.

 situação inusitada é que o prefeito não sancionou o polêmico PL do reajuste salarial. Entretanto, quase todos os vereadores da Casa preferiram derrubar o veto do socialista e aprovar a medida. O único contrário foi o líder da oposição, Mário José (PMDB).

O peemedebista explicou os motivos de nadar contra a maré e se aliar ao prefeito da pequena cidade. "Votei contra o aumento porque é uma afronta à situação que a nossa população enfrenta e à saúde financeira do Brasil", relata. Segundo o vereador, ele se encaminhou ao Ministério Público de Pernambuco (MPPE) para avaliar os próximos passos.

Tanto o prefeito Arquimedes Machado quanto o presidente da Câmara Municipal, Carlos Nunes (PSB), não foram localizados pela reportagem para esclarecer o assunto.

Edson Mota
emota@jc.com.br

Nenhum comentário: