quarta-feira, 4 de maio de 2016

RONALDO CAIADO CHAMA LINDBERGH FARIAS PARA BRIGA NA COMISSÃO DO IMPEACHMENT

Ronaldo Caiado e Lindbergh Farias quase chegaram as vias de fato na comissão do impeachment (assista). Ruralista chamou o petista de “seu merda” e o desafiou para brigar “lá fora”. Lindbergh rebateu: “O senhor não está lidando com os funcionários de sua fazenda! Pensa que tenho medo?”

Discussão com acusação de mentiroso entre os senadores Lindbergh Farias (PT-RJ) e Ronaldo Caiado (DEM-GO) quase acabou em briga (Imagem: Pedro França/Agência Senado)

Os senadores Ronaldo Caiado (DEM-GO) e Lindbergh Farias (PT-RJ) protagonizaram uma áspera discussão no início da noite desta segunda-feira (2), levando à interrupção temporária dos trabalhos da comissão do impeachment no Senado.

O bate-boca culminou com o oposicionista desafiando o colega petista a repetir acusações proferidas durante o entrevero “lá fora [da sala onde funciona o colegiado]”.

“Fala lá fora, seu merda!”, bradou Caiado, repetindo o desafio feito em 29 de outubro do ano passado, ao então ministro de Minas e Energia, senador Eduardo Braga (PMDB-AM), durante audiência pública da Comissão Mista sobre Mudanças Climáticas do Senado – na ocasião, Caiado também chamou o interlocutor para a briga.

“Mentiroso! Mentiroso!”, retrucou Lindbergh. A essa altura da confusão, ambos já estavam de pé. Caiado foi contido por senadores ao ameaçar se aproximar do petista.

A discussão começou quando Caiado, em pronunciamento na audiência pública que reúne especialistas favoráveis ao impedimento presidencial, disse que integrantes do governo Dilma Rousseff estão apagando arquivos, em ministérios, autarquias, estatais e outros postos da administração pública, para prejudicar a transição para um eventual governo Michel Temer, uma vez confirmado o afastamento de Dilma.

Lindbergh não gostou da fala de Caiado, e reagiu imediatamente. “É mentira do senador”, rebateu o petista, um dos mais combativos membros da tropa de choque governista na comissão do impeachment.

Depois da intervenção de Lindbergh, o que se viu foi uma troca intensa de ofensas e acusações, aos gritos, em os interlocutores e um ou outro senador – a gritaria foi tamanha que a senadora Ana Amélia (PP-RS), que presidia a sessão do colegiado no momento do tumulto, precisou soar a campainha da sala de audiência e cortar os microfones dos envolvidos.

Depois do desafio de Caiado, ainda foi possível ouvir Lindbergh rebatê-lo com outra provocação. “O senhor não está tratando com os funcionários de sua fazenda, não! Pensa que eu tenho medo de você? É o presidente da UDR!”, vociferou Lindbergh, referindo-se à União Democrática Ruralista. Depois de mais alguns instantes e impropérios lançados de lado a lado, senadores intervieram e conseguiram pôr fim à discussão, abrindo caminho para a retomada dos trabalhos.

VÍDEO:
Congresso em Foco

Nenhum comentário: